Renata Passos - Coach de estilo de vida

Renata Passos - Coach de estilo de vida
Dicas

Síndrome da Mulher Maravilha: VOCÊ TEM?

Faça o teste!

Essa é o tipo de síndrome que toda mulher tem, já teve ou vai ter…

Não é praga nem desejo de má sorte, é da nossa natureza mesmo…

Segundo o dicionário, síndrome é o conjunto de sinais e sintomas que podem ser observados em várias doenças sem causa específica.

Não diríamos que a síndrome da mulher maravilha é uma doença, mas se ao observarmos os sintomas e um médico não for procurado, pode virar doença. E das crônicas. Aquelas com pouca possibilidade de cura. Pior: aquelas que pioram com o passar dos anos.

Consegui te assustar o suficiente?

Se você é como eu, já não vê a hora que eu pare de escrever a introdução do texto e vá direto ao ponto: quais são os sinais e sintomas dessa síndrome que pode se transformar em doença?

Então vamos lá.

Fique tranquila se você se identificar com um ou mais sintomas.

Não precisa largar o jornal e sair correndo para o pronto socorro, leia até o final, combinado?

Você tem a síndrome da mulher maravilha se você:

1- Acredita que irá dar conta de tudo com tranquilidade, suavidade e leveza.

Mas está tudo bem se você não acredita que precisa dar conta de tudo.

Vamos combinar tudo é sempre muita coisa. Se você fez a opção por seguir trabalhando e tem filhos e família, pega leve com você. Carreira, filhos, família e uma vida com o mínimo de qualidade exige tempo. E tempo é tudo o que não temos quando queremos, ou tentamos conciliar tudo. Se você surta de vez em quanto e acha umas duas vezes por semana que não vai dar conta, está tudo bem.

2- Você tem a síndrome se…

Quer ser a mãe perfeita, a esposa perfeita, a profissional perfeita, a amiga que não esquece um aniversário e a filha exemplar…

Mas está tudo bem se

Você se dedica mais e escolhe ser melhor- e não perfeita- nos papéis mais importantes. Você não precisa ser a mãe que leva os cookies saudáveis feitos em casa e embalados um a um na festa da escolinha. Pode muito bem ser a mãe que passa atrasada na padaria e compra um bolo pronto pra não perder o parabéns.

Qual mãe é a melhor? Também pode não conseguir nem ir para o parabéns… e ai? e ai que está tudo bem. Perfeição e vida real na mesma frase não fazem sentido.

3- Você tem a síndrome se…

Acredita que pode controlar tudo da sua maneira e que se pensar em tudo, a vida fica mais previsível mais segura.

Mas está tudo bem se você se organiza, planeja, mas sabe que a vida real não é tão simples como o planejamento estratégico de um negócio. E já aprendeu que a maior parte da vida e das pessoas não está sobre o seu controle.

4- Você tem a síndrome se…

Se cobra o tempo todo e se compara com os super poderes das outras super heroínas. Sabe aquelas que parecem que dão conta de tudo e que salvam o mundo sem desarrumar os cabelos e que aparecem sempre lindas e arrumadas, com bebês fofas e perfeitas no colo em fotos bem tiradas?

Mas está tudo bem se você é grata e dá valor ao que tem a quem é ao que pode fazer com o que DEUS coloca na sua vida e em suas mãos.


Tem outros sinais e sintomas mas acho que esses são mais que suficientes para gente parar um pouco nesses dias que exaltam a mulher e se perguntar quem desejamos nos tornar.

A super mulher que dá conta de tudo e que é perfeita não existe.

Ela mora em filmes de ficção, em histórias em quadrinhos, em redes sociais, mas essas não nos representam!

Mulheres reais têm vidas reais com histórias reais.

Pela graça de Deus sem super poderes.

Se sem super poderes nós já queremos mudar o mundo imagina com (risos)!

Não precisamos sair por aí, salvando o mundo enquanto morremos em vida nos esmagando em padrões e culpas que a sociedade traz e alimenta a cada dia.

Precisamos sim, nos salvar do mundo.

Precisamos nos manter vivas, felizes, desfrutando de uma vida de qualidade, com saúde física emocional e espiritual.

Com nossas forças e fraquezas.

Com todas as nossas imperfeições.

Com toda a nossa beleza.

Com todas as nossas dores e alegrias.

E sem super poderes.

Simples assim, só isso e mais nada!